ÁRBITROS    CAMPOS    HALL DA FAMA    MERCADO DA BOLA    BID
Usuário:    |  Senha:  
 
  FILIADO
 
  30/08 - Federação de Fut7 do Piauí fecha parceria com a MBW Sports  
NOTÍCIAS

Data: 19/04/2020
Essa notícia foi lida 598 vezes

  

Craques do Futebol Piauiense que fizeram história!

Reportagem por Leane Madeiro

Durante muito tempo, o Piauí revelou e tem revelado muitos talentos para o futebol brasileiro.
   Netho, Jhelyson, Alex e outros diversos nomes, que com certeza você já ouviu falar, são algumas dessas joias piauienses, que buscaram um espaço e conquistaram lugar, tanto aqui no Piauí, quanto fora, e hoje se destacam no Futebol 7.
Histórias diferentes, porém com algo em comum: Um sonho.

   José Brasil de Lima, mais conhecido como Brasil Netho, tem 27 anos, natural de Teresina, iniciou no futebol aos 7 anos de idade com Caçapava no campo do 25° BC. Aos 13 anos fez parte do Fluminense-PI, com o treinador e amigo Ronaib. Aos 14 anos, um olheiro do Rio Grande do Sul veio ao Piauí, e foi através do Fluminense que teve essa sua 1° oportunidade de jogar fora do Piauí.
   Aos 15 anos estava nas categorias de base do Grêmio-RS, aos 17 anos, no Caxias-RS, aos 18 anos, na Portuguesa-SP e aos 20 anos, no América-MG, onde foi campeão do brasileiro sub-20. Jogou profissional no Tanabi-SP, Flamengo-PI, São Paulo-RS e Igrejinha-RS.
No futebol 7 aqui no Piauí, início no 1° campeonato da Azambuja com time de amigos, o Bulls.
No ano seguinte, jogou pelo Resenha, onde foi campeão e capitão do time, e conquistou o primeiro título de fut 7 do time. Retornou ao Bulls. Esse ano, Netho irá disputar pelo Bendito.

   Jhelyson de Sousa, 28 anos, natural também de Teresina, filho do ex-atleta de futebol profissional, Batistinha. Iniciou desde pequeno vendo o pai jogar nos grandes clubes do Brasil, viu como inspiração e resolveu seguir os mesmos passos.
Começou na AABB, e seguiu até os 15 anos jogando futsal, migrou para os campos, começou no Fluminense-PI, sendo campeão piauiense sub-15. Aos 16 anos foi vice campeão pelo Alto Esporte no sub-18. Com 17 anos foi transferido para o Piauí. Disputou a Copa São Paulo de futebol Júnior pelo Piauí.
   Ao chegar em Teresina, assinou seu primeiro contrato profissional, que foi pelo Piauí Esporte Clube em 2010.
Jogou ainda pelo Sabiá de Caxias-MA, Barras-PI, Ferroviário de Fortaleza-CE, teve passagem pelo River-PI, jogou no Altos em 2016, e então novamente retornou ao Piauí Esporte Clube em 2017.
Seu último ano como jogador profissional, foi em 2018, pelo Flamengo-PI. 
   Sua carreira no futebol 7, iniciou em 2017, pelo Espartanos, onde disputou a Taça Brasil, em Fortaleza- CE. "Em 2020, esperamos com toda força de vontade, continuar defendendo o título de atual campeão da The liga Fut7 Piauiense" acrescenta Jhelyson.

   Outro exemplo, é Alekson Ricardo, mais conhecido como Alex, 32 anos, natural de Teresina. Aos 11 anos iniciou na equipe do Jockey Clube, na época havia diversos torneios. Alex participou de um jogo contra o Fluminense do Piauí, no qual fez 2 gols, o que chamou a atenção de um preparador físico paulista, por nome de Jair Nogueira, que gostou do seu futebol. Foi convidado a jogar e morar em São Paulo. Com a liberação da mãe, aos 16 anos aceitou o convite e foi jogar em uma equipe da segunda divisão de SP. 
   Jogou Campeonato Paulista, Copa Paulista sub-17, com várias grandes equipes como: Santos, São Paulo, Corinthias, Ponte Preta, Guarani, entre outros, e com isso foi ganhando destaque. Jogava sempre em 3 posições(Zagueiro, volante e meia).
Quando completou 18 anos, foi contratado para jogar no Sporting de Braga (Portugal), 4° força do país, onde ficou 2 anos na equipe B.
"Tive altos e baixos lá, ótimos momentos, tenho até hoje na lembrança, e a tristeza maior foi de não ficar por mais tempo" lembra Alex.
Ficou de 2005 a 2007 em Portugal. 

   No final de 2008, foi convidado para disputar um torneio no Vietnã, por uma equipe do Interior de São Paulo. Logo após, foi contratado pela equipe Dong Thap FC, que tinha no elenco 5 jogadores estrangeiros, Alex e mais 4 africanos. O contrato foi de 3 anos, porém, após uma lesão, o contrato foi rompido, e só foram cumpridos 2 anos deste. Ficou no Vietnã de 2009 à 2011.
No Brasil, passou por equipes como: Alecrim-RN, Botafogo da Paraíba, Flamengo-PI, Piauí Esporte Clube, Taguatinga-DF, Penarol-MN, Fast Club-MN.
   Alex jogou Fut 7 pelo Submarino Amarelo, Corisco,e Bendito. Em 2018 jogou na Copa Nordeste Fut7 pelo Espartanos. E atualmente é contratado pelo Resenha, atual campeão da Taça Brasil em 2019.

   Assim como Netho, Jhelyson e Alex, o Piauí tem vários outros craques, conhecidos ou não pelo Brasil, mais espalhados no estado, movidos pelos sonhos do esporte e pelo desejo de mostrarem no mundo a fora, o que eles fazem de melhor.
 
Siga-nos nas nossas redes sociais  (@ff7Piauí)




LEIA TAMBÉM!

PEC – Um passo de cada vez.
Vice campeão da The Liga 2019, PEC.
Coragem, determinação e disposição: 1 ano da Escolinha Fla-Altos
Hoje a Escolinha Fla-Altos faz 1 ano, conheça um pouco sobre a equipe e sua participação na 1° Copa Fut7 de Base!
Um talento descoberto desde cedo.
Conheça um pouco da trajetória de Edson filho, que vem sendo destaque por onde joga.
Potência no nome, e Potência na trajetória.
A trajetória de sucesso de uma das equipes mais vitoriosas do FUT7 Piauiense, o momento de pausa e a retomada com objetivos bem traçados.
Bulls, o time com diversão na veia.
Bulls, único time a participar de todas as edições da The Liga.

CRAQUE DA RODADA
ENQUETE

Quem está montando o melhor elenco para 2020?






O que achou do novo site FF7P?




RANKING


PARCEIROS

Copyright© 2020 FEDERAÇÃO DE FUT7 DO PIAUÍ.